A avaliação auditiva evoluiu muito nos últimos anos, permitindo detectar disfunções no sistema auditivo central por meio de testes especiais. Esses testes possuem como estímulo a fala distorcida pela apresentação de ruídos competitivos ou a utilização de filtros que visam dificultar a avaliação, reproduzindo a escuta cotidiana. Dessa forma, conseguimos detectar alterações no entendimento da linguagem mesmo em pessoas com audição teoricamente normal pela audiometria. Aplicações clinicas:Indivíduos que não compreendem a fala na presença de ruído ou que não acompanham uma conversação.Crianças desatentas, distraídas ou então com dustúrbio de aprendizagem/atraso de linguagem não compatível com o nível de inteligência.Pessoas que não compreendem palavras de duplo sentido, piadas ou então que necessitem que a mensagem seja repetida mais de uma vez, mesmo com audição periférica normal.